quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

POSSE DOS ELEITOS EM PARIPIRANGA 03/01/2013


George, vice-prefeita e vereadores tomam posse na Câmara

   Como manda a lei, tomaram posse nesse 1º de janeiro de 2013 o prefeito reeleito de Paripiranga, George Roberto, sua vice, Dona Maria, e os 11 vereadores eleitos em outubro de 2012.
   A solenidade de posse aconteceu na manhã de ontem (1) na Câmara Municipal. A sessão especial fora presidida pelo vereador Jerônimo de Brício, presidente da casa na legislatura 2011-2012. Após empossados, os vereadores eleitos elegeram a nova mesa diretora. Concorreram duas chapas: a primeira era composta por Marco Antônio de Bizé (PSD), Nany de Bira de Gringo (PMDB), Marcelo de Geonilda (PTB) e J. Leal (PSDB); já a segunda tinha como candidatos Paulo de Nezinho (PSD), Givaldo Cardoso (PSD), Toinho de Virgílio (PPL) e Antunes (PR), concorrendo respectivamente aos cargos de presidente, vice, primeiro e segundo secretário.
   A chapa 1, tida de "oposição", saiu vitoriosa, mesmo com a maioria dos vereadores pertencendo ao grupo da situação. Isso ocorreu graças a uma manobra política da oposição, que se uniu para eleger Marco Antônio como presidente da Câmara. Ele é do grupo do prefeito e fez questão de frisar tal posição. Essa aliança gerou protesto dos vereadores Toinho de Virgílio e Antunes durante seus discursos.
   Em seguida à eleição e posse da direção da Câmara para o próximo biênio (2013-2014) e alguns discursos, foi a vez do prefeito George fazer seu juramento e discursar, tomando posse do cargo que exercerá por mais quatro anos.

O discurso do prefeito
   Em seu discurso, George Roberto fez questão de ressaltar a necessidade de união entre oposição e situação visando o melhor para a cidade. Manteve, assim, uma posição conciliadora ao fato de integrantes do seu grupo protestarem quanto à posição de Marco Antônio, destacando que na presidência do Legislativo encontra-se alguém do seu partido.
   Quanto à administração, rebateu a ideia de que prefeitos reeleitos não trabalham e de que esteja desanimado para exercer a função. Destacou como foco, já para o próximo mês, negociar o parcelamento da dívida que a Prefeitura tem com o INSS, o que, segundo ele, acarretará numa diminuição no ritmo das obras realizadas até então. Lembrou que faltam apenas 7 escolas para serem reformadas, apontando como foco do segundo mandato as estradas do município e possíveis asfaltos.
    Afirmou que, por enquanto, não haverá mudanças no secretariado, apenas na direção do hospital - sai Rui, que será Secretário de Administração em Pinhão, e entra Zé Carlos.
   Além disso, explicou que não fora realizada missa de posse para não estender muito o tempo da solenidade, mas que continua mantendo boa relação com o padre João Batista. Já a não realização de festa, dá-se devido à seca, mas serão realizados os Natais dos povoados, a exemplo do da Lagoa Preta, que ocorrerá no próximo domingo (6), com a apresentação da banda Gatinha Manhosa.

3 comentários:

  1. FINALMENTE UMA NOTÍCIA POSTADA NA ÍNTEGRA. PARABÉNS. rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Noticia com qualidade Jornalística, bom senso e que relatou os fatos de forma verdadeira sem politicagem, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e o prefeito que fez esse cometario?

      Excluir